Portuguese English Spanish

Atender de forma humanizada, evitando ainda mais o desconforto e o sofrimento de pessoas em situação de violência. São estas as premissas que norteiam o protocolo de atendimento às vítimas de agressão que chegam ao Hospital Frei Gabriel (HFG). Atendendo a 11 municípios mineiros da microrregião sul que integra Frutal, a unidade de saúde tem as portas abertas para casos de violência sexual e doméstica, sendo referência para estes tipos de caso. Durante a apresentação dos protocolos à Secretaria de Saúde do Estado, em Uberaba, os protocolos foram aprovados e tomados como base para novas capacitações no Estado.

Durante a apresentação, estiveram presentes os representantes do Hospital Frei Gabriel, da Secretarial de Saúde de Frutal e do Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP, entidade gestora do HFG. Na ocasião foram abordados também aspectos que envolvem o setor de segurança pública como a abertura de Boletins de Ocorrência e coleta de material genético para análise forense. O trato com as vítimas e a necessidade de uma equipe multidisciplinar complementam os protocolos do Hospital, que são baseados nas diretrizes do SUS.



A equipe multidisciplinar do Hospital Frei Gabriel é composta pelos enfermeiros, João Weder, Leandro Leonel e Wilson Santos; pela psicóloga, Janiele Cristina; e pelo Gestor de Projetos, Avanélio Rodrigues.  O grupo ficará responsável por servir como agentes multiplicadores e modelo para que outros hospitais dos municípios de Minas Gerais realizem protocolos semelhantes.

Uma nova apresentação será realiza para os delegados e autoridades do Estado, com o intuito de agregar os agentes de segurança pública a este modelo humanizado. As capacitações para os colaboradores do HFG são contínuas, com a finalidade de manter o padrão de qualidade e atendimento à população que depende da saúde pública em Frutal e região.

Publicado em Notícias
Sexta, 26 Janeiro 2018 17:52

Edição 11 - 2018

Publicado em Nossos Informativos

Desde que assumiu, em maio deste ano, a gestão do Hospital Frei Gabriel, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP vem implantando melhorias e desenvolvendo ações para oferecer à população de Frutal-MG e região um atendimento humanizado e de qualidade. Tais mudanças fazem parte de uma gestão da saúde de forma moderna e humanizada.

Os efeitos destas melhorias já podem ser sentidos na vida das pessoas que procuram diariamente o HFG, como revela os depoimentos de pacientes atendidos no Pronto Socorro, Ambulatório e nos serviços oferecidos pela instituição. Para o IBRAPP o resultado destes elogios é a qualidade dos serviços hospitalares que resulta na prestação da assistência à saúde.

O mototaxista Rodrigues da Silva, 33 anos, diz que ficou muito satisfeito com o novo atendimento após uma cirurgia a que foi submetido em agosto deste ano. “Percebi que houve mudança desde que o IBRAPP passou a gerenciar o hospital. Se melhorar ainda mais, vai ficar excelente”.

Para a horticultora Márcia da Silva, 37 anos, melhorou bastante com a nova gestão. Segundo ela, hoje a equipe atende muito bem, é atenciosa, educada. “Para mim não tem que melhorar nada mais, está maravilhoso”. O lavrador Laudeir Alves, conta que todas as vezes que precisou do hospital sempre foi bem atendido. Atualmente, ele faz sessões de fisioterapia e que após o tratamento está bem melhor. “Aqui sou bem tratado, está de parabéns do jeito que está indo o hospital”.   

Na opinião da diarista Maria de Farias, 52 anos, o atendimento do HFG está melhorando a cada dia. “As pessoas reclamam de demora, mas até no particular é assim, elas têm que ter mais paciência”. A dona-de-casa Rosângela de Castro afirma que sempre precisa do hospital porque sofre da coluna. Segundo ela, os profissionais são bons no atendimento. “É muito boa a ideia do IBRAPP melhorar cada vez mais o atendimento porque mais pessoas serão beneficiadas”.


Desde que assumiu a gestão do Hospital Frei Gabriel, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP realiza treinamentos contínuos, para manter os profissionais atualizados. Sempre com foco na humanização, o Instituto também realiza ações sociais para aproximar a comunidade de campanhas de prevenção de doenças e cuidados com a saúde.

Publicado em Notícias

Após o Outubro Rosa, campanha voltada para chamar a atenção sobre a cura e a prevenção do câncer de mama, o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP inicia uma nova ação para conscientizar a população sobre outro tipo de câncer, o de próstata. Através do apoio ao Novembro Azul, uma iniciativa realizada mundialmente com foco na saúde do homem, o Instituto visa alertar sobre esta doença e diminuir o preconceito em relação à busca pela saúde masculina. Durante todo o mês de novembro os ibrappianos atuarão como agentes multiplicadores, através do uso de camisas azuis com frases que incentivam a prevenção da doença.


No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). E de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), mais do que qualquer outro tipo, este é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Para o gestor da Ação no IBRAPP, Fábio Daniel, estas ações são fundamentais para encorajar os colaboradores e a própria sociedade na realização do exame para  uma melhor qualidade de vida. “O Instituto possui uma grande preocupação em relação ao bem estar público e ao apoio a movimentos nacionais que podem mudar a realidade das pessoas. O diagnóstico precoce, um alerta sobre os sintomas das doenças pode ser a diferença para o aumento da chance de cura do câncer”, enfatiza o gestor.


Já a gestora de contratos, Fabiana Diniz, pontua que as ações denotam o compromisso do IBRAPP dentro dos órgãos que representa, através de contratos de serviço e de gestão. “Os contratos são firmados para contribuir com o desenvolvimento do Serviço Público e apoiando ações como estas demonstram a nossa preocupação com a saúde dos ibrappianos, bem como a dos servidores e população em geral que transita nas instituições públicas”, explica Fabiana. Os colaboradores farão o uso das camisas azuis três vezes por semana até o final do mês de novembro, a exemplo da ação realizada no Outubro Rosa.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a detecção precoce de um câncer compreende duas diferentes estratégias: uma destinada ao diagnóstico em pessoas que apresentam sinais iniciais da doença (diagnóstico precoce) e outra voltada para pessoas sem nenhum sintoma e aparentemente saudáveis (rastreamento). No caso do câncer de próstata a detecção se dá por meio de exames de rotina como dosagem de PSA e toque retal.  Neste segundo ano do IBRAPP no Novembro Azul, as ações se concentram no Distrito Federal, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Rondônia e Tocantins, dentro dos órgãos onde o Instituto exerce atividades.

Publicado em Notícias
Terça, 10 Outubro 2017 15:06

Dia Mundial da Saúde Mental 2017

O Dia Mundial da Saúde Mental é celebrado anualmente em 10 de Outubro. A data serve como um alerta para distúrbios emocionais e psicológicos que acometem trabalhadores de diversas áreas. Segundo a agência da ONU, 300 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de depressão, uma das maiores causas de aposentadoria por invalidez. No último sábado (7) o Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP realizou um treinamento em volta deste tema, para os colaboradores em todos os escritórios sobre este tema. A iniciativa “Sou saúde, sou IBRAPP” trouxe uma palestra sobre depressão e ansiedade no meio corporativo e esclareceu sobre a relação entre saúde mental e desempenho, além de falar sobre empatia e qualidade de vida.

Produtividade


Este ano, a Organização Mundial da Saúde, OMS, destaca a saúde mental no local de trabalho. Empregadores e gerentes que investem em iniciativas para promover saúde mental e apoiar os funcionários com desordens mentais conseguem ganhos não somente na área da saúde, mas também nos níveis de produtividade.


O professor do Instituto de Psiquiatria do Universidade Federal do Rio de Janeiro, Pedro Gabriel Delgado, confirmou à ONU News que o investimento é uma fonte de ganho para todos. "Eu acho que este ano é oportuno que esse ano se aponte essa questão que é investir no sentido de tornar os ambientes laborais como ambientes saudáveis, ambientes onde se realiza a possibilidade de uma troca entre as pessoas e entre os companheiros de trabalho que seja produtora de segurança e de satisfação para elas. O primeiro elemento que aparece nos quadros de depressão e de ansiedade generalizada está ligado ao trabalho. Então é extremamente importante pensar em alguma coisa de promoção do bem-estar no ambiente do trabalho."

A OMS afirma que um ambiente de trabalho negativo pode levar a problemas físicos e mentais. Assim como o uso de substâncias nocivas ou álcool, falta no emprego e perda de produtividade.


Ansiedade
Em todo o mundo, 260 milhões de pessoas vivem com algum tipo de ansiedade. Muitos têm depressão e ansiedade. Ambas as doenças custam uma média de US$ 1 trilhão à economia global em perdas no trabalho. O objetivo do Dia Mundial da Saúde Mental é aumentar a conscientização para o tema e mobilizar esforços de apoio a melhorias no setor.


Fonte: Agência das Nações Unidas



Publicado em Notícias
Sábado, 07 Outubro 2017 11:33

Sou saúde, sou IBRAPP

Ansiedade, depressão e falta de produtividade por sobrecarga de trabalho, estes foram alguns dos temas abordados pelo Psicólogo, Othon Júnior, em uma palestra voltada para os Ibrappianos nos escritórios de Brasília, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Tocantins e Rondônia. A iniciativa, realizada neste sábado (7), faz parte do projeto “Sou saúde, sou IBRAPP” realizado pelo setor de Recursos Humanos do instituto.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 2020 a depressão será a doença mais incapacitante do mundo, hoje no Brasil ela já está em terceiro lugar. Durante a palestra, Othon Júnior explica que apenas 5% dos trabalhadores retornam as atividades ocupacionais após um quadro depressivo. “Os principais sintomas da depressão são: vazio, desesperança, perda de interesse nas atividades, insônia, fadiga ou mesmo agitação. É preciso ter empatia para ajudar a pessoa com o quadro depressivo”. Enfatiza o psicólogo.

 


Ainda segundo o psicólogo, outro fator debilitante, que causa problemas ocupacionais e diminui a produtividade do trabalhador é a ansiedade. “A pessoa fica tão ligada ao futuro, que não consegue viver o presente”. Explica Othon. Dentre os fatores que podem desencadear a ansiedade no ambiente corporativo estão o excesso de tarefas, as metas inatingíveis, a falta de reconhecimento e os prazos curtos para a execução das atividades.


De acordo com a presidente do IBRAPP, Rita Salgado, é possível perceber que o colaborador passa por alguma dificuldade no contato diário, mas que algumas pessoas não deixam transparecer algum problema ou angústia, daí a importância da intervenção de ferramentas corporativas especializadas. “A empresa precisa criar ações como as famosas pesquisas de clima organizacional, através delas nós podemos detectar e realizar ações estratégicas voltadas para os nossos profissionais”. Ressalta a presidente.

 


Faz parte da natureza do IBRAPP zelar pela qualidade de vida de seus colaboradores e realizar treinamentos constantes para manter a excelência nas atividades desempenhadas. Ao longo do ano outras atividades com foco na saúde são realizadas como IBRAPP + Saúde, Outubro Rosa e Novembro Azul. Pesquisas de clima organizacional e ações voltadas para o capital humano também são realizadas periodicamente pelo Instituto.

Publicado em Aconteceu no IBRAPP

Visando o bem estar e a saúde de pacientes, população e colaboradores do HFG, O Instituto Brasileiro de Políticas Públicas –  IBRAPP começa a proibir o uso de cigarro nas dependências do Hospital Frei Gabriel. Na quinta-feira (24) uma ação educativa  foi realizada nas dependências do hospital com o objetivo de informar sobre a norma. A medida se dá em cumprimento a Lei  Federal nº 9.294/96 que determina a proibição de cigarros, charutos, cachimbos ou qualquer outro produto de fumo, derivado ou não do tabaco, em recinto coletivo fechado, privado ou público. 

O gestor de projetos, Nélio Rodrigues, explica que a desativação dos fumódromos irá garantir uma qualidade de vida para os  colaboradores e pacientes, devolvendo áreas para a circulação das pessoas e sobretudo de pacientes em tratamento. “Esses  espaços, que por ora eram utilizados como fumódromos, já eram locais de movimentação para arejar, tomar um ar novo e  infelizmente as pessoas estavam impedidas disso”, explica Nélio.  

Os avisos sobre a Lei Federal foram expostos em locais de uso comum onde normalmente o público em geral utiliza para fumar. O IBRAPP, em parceria com o Serviço Especializado em Medicina e Segurança do Trabalho – SEMST iniciou ainda uma campanha de conscientização junto aos colaboradores, através do Diálogo Diário de Segurança (DDS), com o intuito de orientá-los sobre a necessidade do cumprimento da lei.


Para a copeira do hospital Mikaelle Pantaleão, a medida adotada pelo IBRAPP foi aprovada e ressalta: “há pessoas já fragilizadas e a fumaça do cigarro só complica ainda mais a recuperação do paciente”, finaliza Mikaelle.

O trabalho de gestão desenvolvido pelo IBRAPP para a melhoria do atendimento a população e da qualidade de trabalho para os colaboradores é constante. Ao longo do ano serão realizadas outras campanhas de conscientização sobre os malefícios pelo fumo.

Publicado em Notícias
Sexta, 25 Agosto 2017 11:43

Edição 10 - 2017

Publicado em Nossos Informativos
Terça, 08 Agosto 2017 16:31

Dia Nacional de Combate ao Colesterol

Nesta terça-feira, dia 8 de agosto, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Colesterol. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 40% da população tem colesterol alto. O colesterol elevado é importante fator de risco para a saúde, particularmente para o coração, pois está sempre associado a entupimento de veias e artérias, além de infartos e Acidente Vascular Cerebral (AVC).


O estudo mais recente do IBGE sobre a rotina alimentar brasileira aponta que os adolescentes de 14 a 18 anos são os que mais consomem alimentos com colesterol de origem animal, como carnes, leite, queijos, manteiga ou iogurte. Este dado endossa a constatação da SBC, de que quase metade da população apresenta taxa de colesterol LDL (colesterol ruim) acima do limite desejável pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é o abaixo de 100 miligramas por mililitro de sangue.


Alguns fatores definem grupos de pessoas que estão mais propensos a desenvolverem níveis de colesterol alto como, por exemplo: excesso de peso, histórico familiar de alteração do colesterol, ingestão frequente de alimentos gordurosos e falta de atividade física regular. Estabelecer uma dieta balanceada, exercitar-se regularmente, não fumar e limitar o uso álcool estão entre as medidas de prevenção mais recomendadas pelos especialistas.


O Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP incentiva a adoção de práticas saudáveis em seus colaboradores através do auxílio esportes e ações como o “IBRAPP + SAÚDE”, onde realiza aferição de pressão, testes glicêmicos e orientações preventivas para doenças do coração.

Publicado em Notícias
Sexta, 04 Agosto 2017 17:31

Hábitos para uma vida mais saudável

A Organização  Mundial de Saúde (OMS) define o termo saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades. Em comemoração e incentivo aos hábitos saudáveis foi instituído pela organização o Dia Nacional da Saúde, celebrado neste 5 de agosto. O Instituto Brasileiro de Políticas Públicas – IBRAPP possui uma série de iniciativas para incentivar hábitos saudáveis em seus colaboradores tais como: IBRAPP + Saúde, Dia de Combate ao tabagismo e auxílio esportes.

Os hábitos saudáveis podem ser cultivados diariamente e incorporados de forma simples na rotina. Beber bastante água, evitar passar um longo período sentado e ter uma alimentação baseada em alimentos in natura são os mais comuns. Veja algumas dicas para manter, ou iniciar, hábitos para uma saúde mais plena:


Alimente-se melhor
O abuso de alimentos ricos em gorduras saturadas, sódio e açúcares é um gatilho para doenças como infarto, derrames, hipertensão, obesidade, diabetes e até câncer.

Repouse e durma bem
Repor as energias do dia com uma boa noite de sono é essencial. Para os pesquisadores, o ideal é pelo menos 7 horas e meia de sono por dia.

Exercícios físicos na rotina
Diversos benefícios estão ligados a esta práticas e sair do sedentarismo significa afastar doenças como a obesidade, hipertensão, e diabetes, hipertensão, além de ganhar mais disposição e energia.

Alongar-se
Quando ficamos frequentemente sentados por longos períodos o metabolismo se altera e influencia em fatores como colesterol alto e repouso da pressão arterial.  Exercícios simples de alongamento trazem maior oxigenação e ainda ajudam no reposicionamento postural do corpo.

Mantenha a calma
Apesar de não ser considerado doença, e sim um mecanismo fisiológico do organismo, o estresse pode favorecer o aparecimento de problemas como insônia, transtornos alimentares e problemas cardiovasculares. Quanto maior alto nível de estresse, maior será o enfraquecimento físico e psicológico da pessoa.

Publicado em Notícias
Pagina 1 de 2
Download Free Premium Joomla Templates • FREE High-quality Joomla! Designs BIGtheme.net