Projeto LEAN nas UPAS

A proposta do projeto Lean, metodologia de origem japonesa, nas Unidades de Pronto Atendimento – UPAs foi a de, por meio de seus métodos e ferramentas, reestruturar, qualificar e humanizar os fluxos e processos de atendimento de usuários em UPAs 24h. O que gerou consequentemente a otimização dos serviços de saúde prestados aos pacientes do SUS, com a adoção das boas práticas implementadas.

O projeto contemplou o universo de 50 UPAs distribuídas por nove estados brasileiros (Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins), em um ciclo,  de 1 ano e dois meses, marcado pela realização de visitas técnicas in loco para capacitação dos colaboradores das Unidades de Pronto Atendimento.

Na etapa seguinte foi realizada o monitoramento, de forma remota, dos resultados alcançados, permitindo assim a efetiva prática dos aprendizados do projeto pelos funcionários das Unidades, de acordo com o que foi planejado no cronograma de implementação da metodologia Lean nas UPAs.

O projeto contribuiu para reduzir significativamente os desperdícios nos processos, aprimorando a organização dos ambientes, agilizando o atendimento aos pacientes, melhorando a velocidade nas internações e na realização das rotinas médicas, resultando assim na redução da superlotação das UPAs em que foi aplicado.

O IBRAPP orgulhosamente participou desse projeto, que mesmo em face de todos os desafios gerados pela pandemia de Covid-19 não parou, colaborando desta forma para que o Lean nas UPAs, resultado de uma política de saúde fortemente comprometida com o bem-estar da população assistida pelo SUS, se tornasse modelo de boa prática de governança. “Participar dessa experiência é extremamente agregador para mim como gestora, considerando que os resultados são perceptíveis diretamente na qualidade do atendimento prestado ao paciente e na relação entre os colaboradores das unidades”, afirma Silvana Alves e Silva, Coordenadora de Contratos Pleno do IBRAPP.

Precisa de ajuda?